REVOLTA DE VARSÓVIA, NA POLÔNIA – 01 AGOSTO DE 1944

➡ No dia 1º de agosto de 1944, durante a Segunda Guerra Mundial, teve início uma grande revolta dos poloneses da cidade de Varsóvia contra a ocupação nazista. O movimento foi liderado pelo general polonês Tadeusz Bor-Komorowski, comandante do exército de resistência, formado por 40 mil soldados mal equipados.

➡ Diante da revolta em Varsóvia, o líder nazista Adolf Hitler ordenou aos seus comandados que a resistência polonesa fosse aniquilada a todo o custo. A elite da SS nazista dirigiu a força de defesa alemã, que incluía a Brigada Kaminiski de prisioneiros russos e a Brigada Dirlewanger de condenados alemães. Em combates brutais de rua, os poloneses foram gradualmente superados pelo poder de fogo alemão..

➡ Durante o calvário de 63 dias, morreram três quartos do exército de resistência e 200 mil civis. O lado alemão também contou com consideráveis baixas: 10 mil mortos, 9 mil feridos e 7 mil desaparecidos. Durante os próximos meses, as tropas alemãs deportaram a população sobrevivente e esquadrões de demolição destruíram as construções que permaneceram intactas em Varsóvia. Todos os seus grandes tesouros foram saqueados ou queimados.

➡ O Exército Vermelho permaneceu fora de Varsóvia, até janeiro de 1945, quando a ofensiva soviética final contra a Alemanha começou. Varsóvia, uma cidade em ruínas, foi libertada em 17 de janeiro. Com Varsóvia fora do caminho, os soviéticos enfrentaram uma oposição pouco organizada e puderam estabelecer um governo comunista na Polônia.

Fonte: OFICINA DA HISTÓRIA